Desde que me entendo por gente, sempre gostei de desenhar. Diferente de outras crianças, no entanto, nunca fui muito de desenhar casas, árvores e bichos. Eu gostava mesmo era de imaginar veículos, histórias, ferramentas, bugigangas e invenções improváveis.
Gostava também de brincar. Com as cores, formas, imagens.
Dessa maneira, a escolha pelo Design ao sair da escola sempre me pareceu a mais natural.
Dez anos depois de entrar na faculdade e tendo trabalhado com projetos que vão de estamparia a eletrônicos, vejo que não sabia exatamente o que eu estava fazendo. Ainda bem.
Hoje, enxergo no Design um potencial e uma responsabilidade muito maiores. Acredito que o Design é uma poderosa abordagem, capaz de transformar a vida de indivíduos e grupos. Vejo na minha profissão a oportunidade de repensar e projetar a forma como vivemos, transformando ideias e novas tecnologias em produtos e serviços inovadores que beneficiem pessoas.
Nos últimos anos, após algumas experiências empreendendo, tenho ajudado empresas de diferentes áreas, de Saúde a Financeiras, a repensarem suas estratégias de Negócios e Produtos.
Quando não estou trabalhando, provavelmente estou viajando para um lugar novo, tentando criar algo que se assemelha a música ou escrevendo para o UX Collective 🇧🇷
Back to Top